ClearSale, companhia de soluções antifraude e score de crédito, pede registro de IPO

A companhia de soluções antifraude e score de crédito ClearSale registrou seu pedido para realizar uma oferta inicial de ações (IPO) na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). De acordo com o site da autarquia, o pedido foi protocolado na segunda-feira, 7. A oferta será coordenada por Itaú BBA (ITUB4), Bank of America (BOAC34), BTG Pactual (BPAC11) e Santander (SANB11).

Segundo o prospecto preliminar do IPO, a ClearSale atua principalmente em duas frentes de prevenção a fraude na relação de empresas e pessoas ou empresas com outras empresas.

Autenticação de pagamentos com cartão de crédito não presente (CNP), ou seja, análise para prevenção de fraudes em compras realizadas online, e autenticação de identidade, ou seja, garantia de autenticidade dos usuários.

Os recursos captados na oferta serão utilizados para crescimento orgânico, inovação aberta e crescimento inorgânico (fusões e aquisições). A companhia registrou lucro líquido de R$ 13,8 milhões no primeiro trimestre de 2021, revertendo o prejuízo de R$ 7,9 milhões registrado no mesmo período do ano passado.

O Ebitda foi de R$ 27,4 milhões, ante indicador negativo de R$ 3,96 milhões no primeiro trimestre de 2020.

Por Million Makers

Portal de educação financeira e notícias.

Posts Relacionados

Decisão da CVM abre espaço para possível concorrente para a B3

Por Million Makers

Inflação pode empurrar alta de juros e recuo da moeda

Por Million Makers

Primeiro ETF de bitcoin da América Latina, QBTC11 chega à B3

Por Million Makers

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *