IGP-DI desacelera alta a 2,17% com menos pressão do atacado, diz FGV

Supermercado Consumo Varejo

Com esse resultado, o índice passa a acumular alta de 30,63% em 12 meses (Imagem: Reuters/Pilar Olivares)

O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) registrou elevação de 2,17% em março depois de subir 2,71% no mês anterior, com a descompressão dos preços no atacado compensando o peso dos combustíveis no varejo.

O dado publicado nesta quarta-feira (7) pela Fundação Getulio Vargas (FGV) ficou abaixo da expectativa em pesquisa da Reuters de avanço de 2,63%.

Com esse resultado, o índice passa a acumular alta de 30,63% em 12 meses.

Em março, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-DI), que responde por 60% do indicador, desacelerou a alta para 2,59%, de 3,40% em fevereiro.

Os custos dos Bens Intermediários passaram a aumentar 4,04% em março, depois de dispararem 6,60% no mês anterior, com desaceleração da alta do subgrupo materiais e componentes para a manufatura de 5,51% para 2,44%.

Por outro lado, para o consumidor a pressão da alta dos preços ficou mais intensa, uma vez que o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) –que responde por 30% do IGP-DI– teve alta de 1%, depois de subir 0,54% em fevereiro.

“Os energéticos foram os responsáveis pela avanço da taxa do IPC de fevereiro para março. As principais contribuições para a aceleração da inflação ao consumidor partiram dos seguintes itens: gasolina (11,05%), etanol (17,33%), tarifa de energia(1,02%) e gás de bujão (4,04%), que juntos responderam por 77% do resultado final do IPC”, explicou André Braz, coordenador dos índices de preços.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), por sua vez, desacelerou a alta no período a 1,30%, de 1,89% antes.

O IGP-DI é utilizado como referência para correções de preços e valores contratuais. Também é diretamente agregado no cálculo do Produto Interno Bruto (PIB) e das contas nacionais em geral.

Fonte: Money Times

Por Million Makers

Portal de educação financeira e notícias.

Posts Relacionados

Alta da Selic terá pequeno impacto sobre juros finais, diz Anefac

Por Million Makers

Copom inicia terceira reunião do ano para definir juros básicos

Por Million Makers

Volume de frete rodoviário no Brasil salta 53% no 1º tri com agro e construção

Por Million Makers